XVI CAMPEONATO DE ORIENTAÇÃO DA CIDADE DE MANAUS.

                                Coyote-Aventurado-se pelo Mundo, participou deste evento, juntamente com os colegas do Tribunal,  Frankle e Oswaldo, foi um domingo espetacular, uma aventura inesquecivel no meio da mata, apesar de novato e dos obstáculos, pretendo continuar neste esporte e indicar a todos, momentos de descontração, superação, companheirismo, quero destacar a organização e a seriedade do evento.
                                        O esporte que une raciocínio rápido, esforço físico, aventura e contato com a natureza, o orientista com o mapa do percurso na mão e uma bússola, deve encontrar a melhor rota para finalizar o percurso no melhor tempo possível. O percurso é representado por um ponto de partida (um triângulo), pontos intermediários (círculos) e por um ponto de chegada (círculo duplo).Todos os pontos são destacados em vermelho na carta.
No terreno os pontos são identificados com um prisma (cubo de pano com cada face composta por um triângulo branco e outro laranja). Para demonstrar que o orientista passou no ponto de controle ele deve picotar o cartão de controle com o picote que estiver no prisma. Cada picote faz uma perfuração diferente, impossibilitando a deslealdade na corrida.
O mais importante para praticar a orientação é a determinação. A orientação exige basicamente uma bússola, roupas leves e compridas para proteger braços e pernas e tênis. Além de ser um esporte anti-stress é também barato e saudável. Cada etapa do circuito tem um percurso diferente e são disputados em diversas categorias; desde a estreante até a elite.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado! Aguardo comentário.