Nascente do Rio Amazonas - 5.080m

Esta e para oa amigos que colaborarao financeiramente para a realizacao desta expedicao, PANELA CHEIA (SANDRO), COMETAIS (DRA, ELAINE-VALTER), MERCADINHO BOM PREÇO (CLAUDEVAN), EUCATUR, DAVID NOGUEIRA, SITRAM-RR, DROGARIA AVENIDA, FLORESTAMP, LANCHE DO EDMILSON, HABITAM,

ATACAMA/Chile.


Amigos que encontrei que foram ao deserto Atacama.

Coyote, cheia atinge marca histórico.


   O rio Negro superou o marco histórico de cheia chegando aos 29,78 metros. A previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) é que o Negro continue subindo. De acordo com o alerta de cheia da instituição, o nível do rio este ano pode chegar aos 30,13 metros. A última grande cheia em Manaus foi registrada em 2009, quando o rio chegou aos 29,77 metros, no dia 1º de julho.
   Anterior a essa data, o fenômeno de maior cheia ocorreu no dia 9 de junho de 1953, quando o rio marcou pico de 29,69 metros. O curioso é que a maioria dos picos de cheia em Manaus acontece no mês de junho, 19% em julho e apenas 6% em maio. Em Manaus, assim como em outros 52 dos 62 municípios do Amazonas, a situação é de emergência. Ao menos 10 mil famílias foram afetadas na capital.
No comércio, 140 lojas instaladas na zona central foram atingidas e 40 delas fecharam as portas.
                              Nesta rua no centro, somente veiculos grandes podem passar.
                              Barricadas são construidas tentando conter a força das águas.

                    O que era uma rua, hoje caminha-se sobre uma barricada feita de sacos de areia.
                           Enquanto o rio continua subindo, eles improvisam, para sobreviver.
                   O comerciante tem que dividir o pequeno espaço, com o que cura e o que mata.                                 
  Em todo o Estado, mais de 75 mil famílias sofrem com a subida dos rios. Além disso, a economia regional, entre elas a agricultura, acumula perda de mais de R$ 34 milhões, tendo afetado produções em 36 municípios. A produção de mandioca, por exemplo, amarga prejuízo na ordem de R$ 13 milhões e o cultivo da banana mais de R$ 6 milhões. A Defesa Civil do Estado já distribuiu mais de 130 toneladas de ajuda humanitária entre cestas básicas, kits de higiene pessoal, de limpeza e medicamentos.

XVI CAMPEONATO DE ORIENTAÇÃO DA CIDADE DE MANAUS.

                                Coyote-Aventurado-se pelo Mundo, participou deste evento, juntamente com os colegas do Tribunal,  Frankle e Oswaldo, foi um domingo espetacular, uma aventura inesquecivel no meio da mata, apesar de novato e dos obstáculos, pretendo continuar neste esporte e indicar a todos, momentos de descontração, superação, companheirismo, quero destacar a organização e a seriedade do evento.
                                        O esporte que une raciocínio rápido, esforço físico, aventura e contato com a natureza, o orientista com o mapa do percurso na mão e uma bússola, deve encontrar a melhor rota para finalizar o percurso no melhor tempo possível. O percurso é representado por um ponto de partida (um triângulo), pontos intermediários (círculos) e por um ponto de chegada (círculo duplo).Todos os pontos são destacados em vermelho na carta.
No terreno os pontos são identificados com um prisma (cubo de pano com cada face composta por um triângulo branco e outro laranja). Para demonstrar que o orientista passou no ponto de controle ele deve picotar o cartão de controle com o picote que estiver no prisma. Cada picote faz uma perfuração diferente, impossibilitando a deslealdade na corrida.
O mais importante para praticar a orientação é a determinação. A orientação exige basicamente uma bússola, roupas leves e compridas para proteger braços e pernas e tênis. Além de ser um esporte anti-stress é também barato e saudável. Cada etapa do circuito tem um percurso diferente e são disputados em diversas categorias; desde a estreante até a elite.

ROTA EXPEDIÇÃO DESERTO DO SAARA/JULHO-2012.

                                          Amigos obrigado pela ajuda e incentivo que venho recebendo, não só pela parte financeira dos patrocinadores (AMIGOS), os que colaboram comprando os DVDS destas aventuras, como pelas palavras de incentivo, críticas e sujestões, a paciência e preocupação da minha familia, como em todo o esporte também tenho dificuldades, tem a parte fisica, onde treino fazendo longas caminhadas, a parte organizacional,  tenho que estudar os costumes, religião, alimentação, a lingua Francesa, depois do Árabe e o segundo idioma mais falado a geografia e principalmente organizar a minha rota, tenho conciência que o Deserto do Saara não e a Disneylandia, existem os animais do deserto, as tempestades de areia, as tribus dos Berberes, Nomades, Beduínos. Da Tunisia, 40% do País e deserto puro o qual pretendo fazer caminhando, não posso deixar de destacar os conflitos existentes na Líbia, um Pais quese todo destruido.

SERRA DO TEPEQUÉM/RR.

                                         Diz a lenda que um vulcão vivia zangado, lançando suas chamas a longas distâncias. O fogo derramava suas chamas serra abaixo e tudo virava cinzas. Árvores, bichos, tudo. Na maloca, o Tuxaua, preocupado com a sobrevivência de sua tribo, consultou o Pajé e se reuniram em volta da fogueira.

                                 Num gesto de renúncia, as três mais belas índias virgens da tribo se ofereceram em sacrifício e se lançaram no fogo do vulcão, que aplacou sua ira.

                                 As lágrimas da três índias até hoje são encontradas em forma de diamantes em toda a Serra do Tepequém. Ao lado dessa imponente serra, três outras menores representam as três índias da maloca.

                                  Essa lenda conta bem o fascínio que a Serra do Tepequém representa desde os tempos em que era um dos eldorados do garimpo em Roraima.

                                  Encrustrada onde um dia foi um grande vulcão de 1.100 metros de altitude, a Serra do Tepequém possui um imenso vale cortado pelos igarapés Sobral e Paiva, que dão nome também às duas vilas - ou currutelas, como os antigos garimpeiros às denominam.

                                  A mais antiga delas, a Vila do Cabo Sobral, nos áureos tempos do garimpo, nas décadas de 30 e 40, chegou a ter uma rotatividade de quase 5 mil moradores, com infra-estrutura de comércio e até mesmo um pequeno "clube" onde os garimpeiros se divertiam. As ruínas desse Tapiri ainda podem ser vistas na vila e as histórias ainda são contadas pelos poucos moradores que ainda resistem em ficar por ali, na maioria idosos.


Como chegar
                            Saindo de Boa Vista/RR, deve pegar a BR 174, sentido Venezuela, até o km 102. A partir dali, percorre 58 quilômetros pela RR-203, até a Vila Brasil, sede do município de Amajari. Depois dali, são mais 48 quilômetros até as estâncias. Todo o percurso está asfaltado.

                                 Não é difícil avistar animais como tamanduás, jabutis, além de aves como gaviões, garças e outros pequenos voadores que embelezam o caminho e podem render boas fotos para o álbum de recordações.

                                 O viajando também é brindado com uma vista de encher os olhos. Imensos buritizais encortinam a paisagem, formando um grande painel verde, de onde se ouve o tilintar de pássaros e, vez ou outra, pode-se deliciar com a revoada de centenas deles.

                                 Depois de passar por todo esse deleite, chega-se ao trevo do Trairão, onde efetivamente começa a parte de maior aventura da viagem, que é a subida da serra.

                                 É importante lembrar que é preciso estar com o carro em perfeitas condições. São cerca de 4 quilômetros ladeira acima, com muitas curvas e o agravante de algumas crateras laterais na estrada causadas pela chuva.
                              

O que tem pra ver
                            Além da exuberância do visual serrano, com todas as suas especificidades, o turista que gosta de aventuras não terá do que reclamar. O local é ideal para a prática do trekking (caminhada), já que as cachoeiras não têm acesso direto para carros.

                                  O mais comum, é deixar os carros nas proximidades de uma das vilas, onde os próprios moradores podem servir de guias para as cachoeiras do Paiva, Sobral, da Barata e do Funil, que estão a cerca de 30 minutos a uma hora de caminhada das "currutelas".


                                  Os mais incauto pode se aventurar numa subida ao platô, ponto culminante de toda a serra. Para tanto, é necessária a contratação de um guia - alguns moradores da vila se dispõem a esse serviço - e estar bem preparado fisicamente para caminhar por cerca de duas horas e meia por trilhas abertas no meio da mata. Nesse caso também, é bom não esquecer de levar um cantil com bastante água e alimentos energéticos como barras de amendoim, chocolate, entre outros.

Quem se aventura à subida tem uma das visões mais espetaculares da serra, avistando a enorme cadeia de montanhas que delimita a fronteira Brasil-Venezuela e o enorme vale que um dia foi a cratera do extinto vulcão.

Amazonas, enchente realidade do dia a dia.

                                          Aguardando ajuda e a espera da descida das águas.
                                          Momentos de alegrias e festas, a água toma conta.
                                          O fiel amigo guardando o pouco que sobrou.
                                           Povos ribeirinhos são populações tradicionais que residem nas proximidades dos rios e têm a pesca artesanal como principal atividade de subsistência.
                                          O cenário e de abandono e destruição com a subida do rio.
                                          Ruas sendo tomadas por água e substituidas por pontes.
                                          Familias tentam resistir a força da natureza.
                                          A fé resistindo.
                                          O que era um belo jardim, agora invade a residência.

O Encontro das Águas é um fenômeno que acontece na confluência entre o RIO NEGRO, de água negra, e o RIO SOLIMÕES, de água barrenta, onde as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km. É uma das principais atrações turisticas da cidade de Manaus.
Esse fenômeno acontece em decorrência da diferença entre a temperatura e densidade das águas e, ainda, à velocidade de suas correntezas: o Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 28°C, enquanto que o Rio Solimões corre de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 22°C.

                                          O peixe que era vendido no mercado, e oferecido nas canoas.
                                          A fé e a união do povo na luta contra a enchente.

Sobe para 39 o número de municípios que decretaram situação de emergência devido à cheia que atinge o Amazonas. São mais de 70 mil famílias afetadas. Nesta segunda-feira, 7, o rio Negro estava a 25 centímetros do registro histórico de 2009 quando atingiu 29,77 metros. A expectativa é de que o rio continue subindo até meados de junho.
De acordo com a Defesa Civil do Estado, as ações humanitárias se estenderão até que a situação nos municípios sejam normalizadas. Dos 39 em situação de emergência, 26 já receberam ajuda do governo e os demais receberão nos próximos dias.
Mais de 130 toneladas em kits de cesta básica, de higiene pessoal, limpeza, medicamentos e dormitório foram distribuídos. O aporte financeiro do Estado revertido as ações foi na ordem de R$ 850 mil, sendo R$ 100 mil para sete municípios da calha do Juruá e R$ 150 mil para Boca do Acre, no Purus.
A Defesa Civil do Estado tem trabalhado também na capital e está realizando a "Operação Enchente 2012 em Manaus", fazendo a limpeza de igarapés (trechos de rios que cortam a cidade), retirando de lixo de área alagadas, construindo passarelas e distribuindo cestas básicas e filtros de água. Estão sendo assistidas 11 localidades da capital.
A Prefeitura informou que está reforçando as ações junto aos moradores com o lançamento, hoje, do SOS Enchente, que contará com três mil servidores municipais de sete secretarias percorrendo becos, ruas e avenidas dos dez bairros atingidos pela cheia, além do centro.




Ponte Rio Negro, uma caminhada do Parque 10 para o CACAU PIRERA.

- Ponte Rio Negro é uma ponte estaiada da rodovia AM-070 (também chamada de Rodovia Manuel Urbano), que liga a cidade de Manaus ao município de Iranduba, no estado brasileiro do Amazonas


                                       ( Vista Lateral da Ponte )

- Foi inaugurada em 24 de outubro de 2011. É a única ponte que atravessa o trecho brasileiro do Rio Negro, sendo considerada como a maior ponte fluvial e estaiada do Brasil, com 3,5 quilômetros de extensão (3.595 metros).



                              ( Mastro Central da Ponte Rio Negro )

O mastro central apoia dois vãos de 200 metros para cada lado. A estrutura, em forma de diamante, é dividida em três partes: um cone de ponta-cabeça abaixo do tabuleiro, um cone acima do tabuleiro e o topo do mastro. O formato aerodinâmico foi adotado para diminuir o atrito com o vento.




                                    ( Tempestade Na Ponte )





                                        (Vista Sob a Ponte)



- A Ponte Rio Negro, a maior ponte estaiada de 400 metros (seção suspensa por cabos) do Brasil para o rio, é a segunda maior ponte fluvial no mundo, superada apenas pela ponte sobre o Rio Orinoco, na Venezuela

- Sua largura total é de 20,70 metros no trecho convencional e 22,60 metros na parte estaiada. A via tem quatro faixas de tráfego, duas em cada sentido, além da faixa de passeio para pedestres nos dois lados.

( Repondo Energias )

- Após uma caminhada de cinco horas, ao chegar no CACAU PIRERA (município do Amazonas), nada melhor que um bodo e um jaraqui frito.( Peixes da Região )










Agradecimento a todos os seguidores do COYOTE

Muito obrigado a todos que estão acessando o blog do coyote, e incentivão estas aventuras pelo mundo.




Many thanks to all who are accessing the blog from the coyote, andincentivão these adventures around the world.

Muchas gracias a todos los que están accediendo al blog desde el coyote, y incentivão estas aventuras alrededor del mundo.`

Vielen Dank an alle, die den Zugriff auf den Blog von der Kojote, undincentivão diese Abenteuer auf der ganzen Welt.

Большое спасибо всем, кто имеют доступ к блогу от койота иincentivão эти приключения по всему миру.

DVD - COYOTE EXPEDIÇÕES

Amigos, com a venda desses dvd's organizo minhas aventuras.


1 DVD-EXPEDIÇÃO   Monte Roraima - (Venezuela)
2 DVD-EXPEDIÇÃO   Nascente do Rio Amazonas (Perú)
                                       Deserto do Atacama (Chile)
3 DVD-EXPEDIÇÃO   Salto Angel (Venezuela)

Para adquirir entre em contato com o número:

(92)9128-9178 - Diniz

Preço Unitário R$10,00

Visite nosso Blog :        coyoteexpedicoes.com

BRUNO - celular



Precisou de manutenção em celular?


               BRUNO CELULAR

*Atendimento personalizado
*Qualidade no serviço 
*Honestidade e compromisso com o cliente

Obs: Por indicação de um amigo, procurei o serviço da assistência e fiquei surpreso com a honestidade e repeito pelo cliente. O que é muito difícil neste ramo.