Uma longa trajetória.

Imagem
  Em 1977, comecei a treinar Judô, na Academia Tang Soo Do Center, com os professores Mike, Tetsuo e Tikara, localizada na rua Ramos Ferreira, hoje funciona o Fórum Trabalhista de Manaus, onde sou Servidor Público. O tempo foi passando , uma época onde brigas eram constantes, um dia em uma lanchonete conheci o Aly Almeida, que me fez um convite pra treinar no Olímpico Clube, apesar de não ser bem visto pela maioria dos alunos, aceitei. Lembro o primeiro dia de treino de uma lado COG-CENTRO OLÍMPICO DE GINASTICA, do outro lado a academia de JIU-JITSU, apesar de vim do Judô tudo era novidade, primeiro por ter que encarar algumas feras que ali treinavam, Alfredo Jacauna, Luiz Alberto, Bidida, Gula, Casio Façanha, Paulinho peixe, Nilberto, Galdino e tantos outros. O tempo foi passando , Fiz parte da primeira turma de (PARAQUEDISTAS DO OLÍMPICO CLUBE). O tempo foi passando , fui treinar na academia do professor Luiz Fonseca no Conjunto Débora, uma época difícil, porem a vontade de trein

Sidi Bou Said/TUNISIA.


                                                      Sidi Bou Saidem árabe : سيدي بو سعيد) é uma cidade no norte da TUNIA, localizada cerca de 20 km da capital, TUNIS.
                                                     TODAS as casas e prédios são pintados em branco e as janelas e portões em azul, o que dá a personalidade mais evidente a Sidi Bou Saïd, uma cidade que outrora atraia a elite intelectual européia e hoje converteu-se num movimentado destino turístico. Não fossem os rosas intensos das buganvílias e um ou outro amarelo, a cidade teria apenas duas cores. Mas a personalidade muçulmana de frente pro Mediterrâneo dá uma característica quase única a esta cidade, cujo nome vem de Abou Said ibn Khalef ibn Yahia Ettamini el Beji, uma figura religiosa importante que viveu ali.
                                                     A cidade em si é uma atração turística, como é conhecido pelo  uso extensivo das cores azul e branco por toda a cidade. 
                                                     Buganvíleas, rosas, paredes brancas e janelas azuis.
                                                   O trajeto desde baía de Tunis e pelo centro da cidade Capital da Tunísia é uma festa para os olhos, um exercício para os sentidos.  Excitante e movimentada. Branca e azul. Quente e cheirosa. O dia estava brilhante e a cada nova hora o Sirocco fazia subir mais um grau na escala dos termômetros.
                                                    O siroco ou xaroco é um vento quente, muito seco, que sopra do DESERTO DO SAARA em direção ao litoral Norte da África.
                                                    Sidi Bou Saïd, a charmosa cidade dos brancos, azuis e buganvíleas rosas, uma caminhada perfeita em suas ladeiras e  pela orla costeira, com uma vista linda do Mar Mediterrâneo.
                                                  A cidade está sempre cheia, vive do turismo e do comércio, mas considerando as características fundamentais do modo de negociar muçulmano, parar pra comprar artesanato é perder precioso tempo pra conhecer a cidade. Para conciliar ambos, tem que ficar mais dias na cidade. Barganhar, além de extremamente chato no nível árabe de vender, é extremamente demorado. E ainda assim você sairá com a certeza de que comprou caro algo que saiu pela metade do primeiro preço que lhe foi dado.
                                                    A cidade, tem personalidade e conteúdo genuinamente árabes e muçulmanos. Sidi Bou Said é uma cidadezinha extremamente  atraente e acolhedora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De MANAUS para MANACAPURU.

Uma longa trajetória.

ENERGÉTICO NATURAL.

"Os Passos de Anchieta" 100 quilômetros entre Anchieta e Vitória.

RECEITA DA VOVÓ, remédios caseiros.