TORRES DEL PAINE.

O Parque Nacional Torres del Paine é um parque chileno.

Está localizado na REGIÃO DE MAGALHAES ao sul da Patagónia chilena. É considerado um dos parques mais impressionantes do sul do CHILE, e um dos lugares prediletos dos amantes da natureza.

Fundado como parque no final da década de 1950, foi declarado Reserva Biosfera pela UNESCO em 1978. Tem uma área de aproximadamente 242.000 hectares, na qual se encontra a cadeia montanhosa Del Paine, com as mundialmente famosas Torres del Paine e os não menos conhecidos Cuernos del Paine. Lagos, rios, cascatas e glaciares estão em perfeita harmonia no parque. Em 2012 houve um incêndio que queimou até 33 mil hectares do parque, queimando a maior parte das árvores. O principal ponto de entrada para os visitantes é a cidade de Puerto Natales ou Puerto Arena última da linha marítima proveniente de Puerto Montt. Esta região foi palco de um grande protesto contra o Governo Chileno em janeiro de 2011, sendo tomados como reféns muitos estrangeiros, inclusive 99 turistas brasileiros, pode ser acessado por EL CALAFATE-ARGENTINA.

PEDRA PINTADA-RORAIMA.

A Pedra Pintada se destaca em meio a uma vasta planície ela ostenta um imenso painel de cerca de 600 metros quadrados com inscrições rupestres constituídas por letras e caracteres simbólicos, dentre os quais, 75 assemelham-se a caracteres alfabéticos utilizados por outros povos do Velho Mundo.
 Localiza-se às margens do Rio Parimé, a cerca de 145 km de Boa Vista, subindo pela BR-174 em direção à Venezuela, na Reserva Indígena de São Marcos. Assemelha-se a um ovo pétreo gigantesco e segundo pesquisadores tem cerca de 60 metros de comprimento, 40 de altura e 40 de largura. Teria sido abrigo de povos primitivos em passado muito remoto, desaparecidos há milênios. Diante da grandeza da Pedra Pintada e de seus registros milenares, encontramos a razão de seu nome, pode-se observar um  paredão de granito altaneiro, repleto de pinturas, algumas destas alcançando até mesmo cerca de 15 m de altura.
 No caminho pode-se observar outras montanhas tão belas quanto a PEDRA PINTADA.
Na reserva indígena São Marcos, um imponente rochedo guarda lembranças de civilizações antigas. Em suas paredes, desenhos e símbolos pintados em cor ocre e vermelha atraem a atenção de turistas, pesquisadores e arqueólogos.

A Pedra Pintada se ostenta um imenso painel de cerca de 600 metros quadrados com inscrições rupestres constituídas por letras e caracteres simbólicos, dentre os quais, 75 assemelham-se a caracteres alfabéticos utilizados por outros povos do Velho Mundo, estas “letras” fazem parte de um alfabeto primitivo, chamado de  Língua Mater, do qual teriam se originado os demais. Em nossas observações, pude-se perceber que a grandiosidade deste monumento pré-histórico é incontestável, já não se consegue destacar os signos identificados por Homet, pois muitos deles já se encontram muito desgastados pelo tempo. Porém pode-se verificar a existência de um grande painel com expressiva quantidade de pinturas e figuras multiformes, que cobrem toda sua face principal e muitas outras localidades em seu vasto complexo monolítico, desde uma altura de cerca de 15 m.
A pedra tem 60 m de diâmetro por 40 m de altura. As pinturas ficam em três áreas: na caverna (leste), painel principal (sul) e mesa de pedra (sudoeste-oeste).
Sua caverna esconde a lenda de uma grande serpente, guardiã da Pedra Pintada.
Uma parada para observar a beleza da região.

A Pedra Pintada é um destes muitos lugares misteriosos que o Brasil acolhe em seu vasto território.
Sua imponência assusta e remete-nos a um passado não conhecido de nossa terra, mistérios, encantos aguardando serem decifrados.