Uma longa trajetória.

Imagem
  Em 1977, comecei a treinar Judô, na Academia Tang Soo Do Center, com os professores Mike, Tetsuo e Tikara, localizada na rua Ramos Ferreira, hoje funciona o Fórum Trabalhista de Manaus, onde sou Servidor Público. O tempo foi passando , uma época onde brigas eram constantes, um dia em uma lanchonete conheci o Aly Almeida, que me fez um convite pra treinar no Olímpico Clube, apesar de não ser bem visto pela maioria dos alunos, aceitei. Lembro o primeiro dia de treino de uma lado COG-CENTRO OLÍMPICO DE GINASTICA, do outro lado a academia de JIU-JITSU, apesar de vim do Judô tudo era novidade, primeiro por ter que encarar algumas feras que ali treinavam, Alfredo Jacauna, Luiz Alberto, Bidida, Gula, Casio Façanha, Paulinho peixe, Nilberto, Galdino e tantos outros. O tempo foi passando , Fiz parte da primeira turma de (PARAQUEDISTAS DO OLÍMPICO CLUBE). O tempo foi passando , fui treinar na academia do professor Luiz Fonseca no Conjunto Débora, uma época difícil, porem a vontade de trein

BR-319.

BR-319, ESTRADA FANTASMA ou ESTRADA DOS MILHÕES.
Asfaltamento e interligação do Amazonas ao restante do Brasil, certamente você já ouviu afirmações parecidas com esta, em outras oportunidades. É sempre assim, todo ano no verão e principalmente nas campanhas eleitorais. O tempo tem demonstrado que são apenas promessas.
Somente no ano passado, de acordo com o DNIT, os repasses feitos para reparos na estrada chegaram a R$ 40 milhões. Mesmo assim, a rodovia se enquadra em uma triste realidade regional, que de acordo com levantamento feito pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), aponta que as estradas da regiões Norte, ao lado do Nordeste, são as piores em qualidade do país. Os R$ 40 milhões, segundo o DNIT, foram aplicados na estrada.
Para supresa de todos, o Ministério dos Transportes, via Dnit, injetou, nos últimos dez anos, quase meio bilhão (exatos R$ 474.477.000) na reconstrução da BR-319, ou Estrada Fantasma ou Estrada do milhões.  Até o momento, a rodovia continua inacabada, e no caso específico de um trecho próximo a comunidade da Realidade, intransitável. Impedindo, entre outras coisas, o escoamento da produção dos agricultores da região.
É importante lembrar que o projeto de reconstrução da BR-319 foi concluído há dez anos e, em quase oito deles, o senador pelo Amazonas, Alfredo Nascimento (PR) esteve à frente do Ministério dos Transportes, responsável direto pela obra.
Não se pode esquecer entre tantos outros Eduardo Braga, governador, Senador e Lider do Governo, a recuperação da única ligação terrestre do Amazonas com o restante do Brasil é um antigo anseio da população amazonense, que já consumiu muito dinheiro e não foi concretizado.
Dados indicam que entorno de 500 mil pessoas, de 16 municípios do Amazonas, dependem hoje, da BR-319. Mesmo assim, o governo brasileiro não põe um ponto final nesta antiga luta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De MANAUS para MANACAPURU.

Uma longa trajetória.

ENERGÉTICO NATURAL.

"Os Passos de Anchieta" 100 quilômetros entre Anchieta e Vitória.

RECEITA DA VOVÓ, remédios caseiros.