EL PAJUI/SANTA HELENA-VENEZUELA.

O começo de uma grande aventura um Trekking até El Abismo.
De Manaus para Boa Vista, em um ônibus confortável, patrocinado pela Empresa Eucatur.
Um café em frente a rodoviária, para seguir rumo a Santa Elena de Uairén, uma cidade venezuelana, capital do municipiode Gran Sabana. Fica a 15 km da fronteira com o municipio brasileiro de Pacaraima, no estado de Roraima. A cidade foi fundada em 1929, sua principal atividade econômica é a extração de diamantes. Seus atuais moradores são as famílias dos homens que trabalhavam nas minas de diamantes. É um ponto de interesse para empreendedores que querem começar um negócio.
No caminho uma parada obrigatória no km 100, para comer PAÇOCA prato típico da culinária brasileira, preparado com carne-seca desfiada socada com um pilão, misturando-se farinha de mandioca.
É obrigatório pegar La permission para seguir até El Pajui e devolver na volta.
Na primeira Alcabala,(Posto Policial), onde tem que mostrar La permission.
A verdadeira aventura é a estrada.
Um dia de caminha na chuva.

Hora de arrumar a barraca, fazer a janta e descansar, pois o dia foi longo.



No segundo dia o Trekking começou cedo.




Um lanche Biju, feiro de farinha de mandioca.




O que sobrou de um trator foi feito este monumento na praça central, e aconselhável levar comida e água.
Contei com a colaboração do Sr. Venâncio Rodrigues. O índio internacional, como ele gosta de ser chamado.
Seguindo o trekking rumo a El Abismo O lugar é muito bonito, você tem a visão de cima de um Tepui (montanha tipica da região) mas sem ter escalado nada.




Companheiro de aventuras.

Placa em homenagem a um turista que caiu da montanha.
Seguindo para Pozo Esmeralda, um canto bastante agradável, rodeado por florestas, o que vale a pena conhecer. É perfeito para um mergulho, o fundo é de areia e águas cristalinas e gelada.






Hora de retornar, obrigado Deus por mais está aventura, a minha família pela paciência, ao meus amigos e colegas de trabalho, aqueles de acessam o blog e a todos que de alguma forma colaboram com estas aventuras, EUCATUR, DR. MARIO SOUZA, e um agradecimento especial ao Coronel Paulo Sergio, meu cunhado e irmão polo incentivo e a preocupação.

TREKKING CACHOEIRA DO IPÊ e PEDRA FURADA-PRESIDENTE FIGUEIREDO.

O Treeking começou no Parque 10 até o Eldorado sob um temporal até a agência do Sidney, a saída foi as 07:00 em um micro ônibus rumo a Terra das Cachoeiras.
 
Na  Terra das Cachoeiras, Presidente Figueiredo é destino rotineiro dos manauaras durante o fim de semana. São mais de 100 cachoeiras catalogadas, de diversos tamanhos e formatos, além de várias corredeiras, grutas e cavernas, o que possibilita a prática de esportes de aventura como Trekking, rafting, bóia cross, caiaque, tirolesa, rapel, espeleologia, arvorismo e trilhas na selva.
 
A cidade em si até que é bastante estruturada, se considerarmos que estamos falando de uma pequena cidade do interior do estado. Há vários restaurantes regionais espalhados pela cidade e uma oferta muito boa de pousadas e pequenos hotéis que, apesar de simples, são organizados e confortáveis. Ao contrário dos típicos hotéis de selva da região, os preços praticados são justos e cabem no orçamento de qualquer turista.
O Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado logo após a entrada da cidade, é um presente para qualquer visitante. Exibindo diversas fotos das belezas naturais da região, o local é organizado e conta com uma equipe capacitada e instruída para lhe dar todas as informações necessárias sobre o que ver e fazer em Presidente Figueiredo. Uma passada aqui é mais do que recomendável antes de iniciar qualquer passeio. Não se esqueça de pedir informações sobre a contratação de guias (os quais não são caros) e pegar um pequeno mapa com a localização de todas as atrações do município.

O começo da trilha rumo a Cachoeira do Ipê.
 

 
Sidney o organizador desta caminhada.
 
A Natureza mostrando sua arte, este é um formigueiro.
 
 
 
Uma pausa para o lanche.
 
 
 
O cardápio almôndega e miojo uma delicia.
 
Após o almoço, seguimos rumo a Cachoeira da Pedra Furada.
 
 
Chegamos na Cachoeira por volta das 14hs, uma Treeking repleto de aventuras.
 
 
 
 
 
Chega ao fim mais uma aventura, um abraço ao Sidney e a todos que compartilharam desta aventura, momentos de união, dificuldades, porém o companheirismo prevaleceu.