Uma longa trajetória.

Imagem
  Em 1977, comecei a treinar Judô, na Academia Tang Soo Do Center, com os professores Mike, Tetsuo e Tikara, localizada na rua Ramos Ferreira, hoje funciona o Fórum Trabalhista de Manaus, onde sou Servidor Público. O tempo foi passando , uma época onde brigas eram constantes, um dia em uma lanchonete conheci o Aly Almeida, que me fez um convite pra treinar no Olímpico Clube, apesar de não ser bem visto pela maioria dos alunos, aceitei. Lembro o primeiro dia de treino de uma lado COG-CENTRO OLÍMPICO DE GINASTICA, do outro lado a academia de JIU-JITSU, apesar de vim do Judô tudo era novidade, primeiro por ter que encarar algumas feras que ali treinavam, Alfredo Jacauna, Luiz Alberto, Bidida, Gula, Casio Façanha, Paulinho peixe, Nilberto, Galdino e tantos outros. O tempo foi passando , Fiz parte da primeira turma de (PARAQUEDISTAS DO OLÍMPICO CLUBE). O tempo foi passando , fui treinar na academia do professor Luiz Fonseca no Conjunto Débora, uma época difícil, porem a vontade de trein

TREKKING CHIRIKAYEN-VENEZUELA.

Após 14 horas de ônibus até Boa Vista-RR, segui de carona no rumo de Santa Helena na Venezuela, em uma praça próximo a quatro esquinas contratei o serviço da empresa KIRO TOURS, (JAVIER CAMPANO) javiercampano@gmail.com , 0414-772-3698 um 4x4,  paguei Bs.F 2.000,00 = R$75,00.
Uma hora e meia por uma estrada de chão até o povoado de CHIRIKAYEN, que no dialeto Pemon significa Chirika-papagaio e iene-lugar, onde fui bem recebido e pude conviver com seus moradores.

Hora da janta e de escutar alguns causos contados pelos moradores.


Pratos típico da culinária indígena: Beiju (espécie de bolo  feito com massa de farinha de mandioca fina)
Hora de dormir, aqui não tem energia elétrica, e ligado um gerador que funciona até as 08:00h.

Um café delicioso, tapioca com nescafé.
Chega o momento de despedir-me deste povo que me acolheu e seguir rumo a minha aventura, contratei o serviço de um guia DARNIS VILLEGA, que cobrou Bs.F800,00 = R$35,00.
Ao fundo CHIRIKAYEN uma Trekking de 06:00h até a base da montanha.






O almoço macarrão instantäneo com farofa de sardinha.


Ao fundo KARARA-PAVÚ.



Seguindo caminho pela Gran Sabana.


Uma parada para descanso e organizar a subida ao  tepui, um tipo de monte em formato de mesa. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De MANAUS para MANACAPURU.

Uma longa trajetória.

ENERGÉTICO NATURAL.

"Os Passos de Anchieta" 100 quilômetros entre Anchieta e Vitória.

RECEITA DA VOVÓ, remédios caseiros.