Uma longa trajetória.

Imagem
  Em 1977, comecei a treinar Judô, na Academia Tang Soo Do Center, com os professores Mike, Tetsuo e Tikara, localizada na rua Ramos Ferreira, hoje funciona o Fórum Trabalhista de Manaus, onde sou Servidor Público. O tempo foi passando , uma época onde brigas eram constantes, um dia em uma lanchonete conheci o Aly Almeida, que me fez um convite pra treinar no Olímpico Clube, apesar de não ser bem visto pela maioria dos alunos, aceitei. Lembro o primeiro dia de treino de uma lado COG-CENTRO OLÍMPICO DE GINASTICA, do outro lado a academia de JIU-JITSU, apesar de vim do Judô tudo era novidade, primeiro por ter que encarar algumas feras que ali treinavam, Alfredo Jacauna, Luiz Alberto, Bidida, Gula, Casio Façanha, Paulinho peixe, Nilberto, Galdino e tantos outros. O tempo foi passando , Fiz parte da primeira turma de (PARAQUEDISTAS DO OLÍMPICO CLUBE). O tempo foi passando , fui treinar na academia do professor Luiz Fonseca no Conjunto Débora, uma época difícil, porem a vontade de trein

TREKKING RIO PRETO DA EVA-AMAZONAS.


Após Presidente Figueiredo, Manacapuru, sigo em outra aventura desta vez rumo ao Rio Preto da Eva. O município Rio Preto da Eva é um dos mais recentes municípios criados no estado do Amazonas, cuja instalação deu-se pela segunda vez em 1981.
A meta e fazer está caminhada em um dia.

As 04:00hs já estava pronto para seguir rumo a barreira, ponto de partida desta aventura, minha meta uma caminhada forçada pois queria chegar no mesmo dia e retorna a noite para Manaus.

A saída da barreira foi as 4:20hs.


Os primeiros raios de sol, já dava pra imaginar que seria um dia de calor.

Uma parada para repor as energias.


O nome Rio Preto da Eva veio em conseqüência das águas pretas (ou escuras) do rio que banha a localidade (ou aquele município) desembocado no Paraná da Eva. O estabelecimento do município deve-se ao fato de ter sido implantado a colônia agrícola por imigrantes japoneses  e alguns  colonos brasileiros que se instalaram em fins de 1967, três anos após ter chegado a estrada do Rio Preto, possibilitando a tornar-se município, vindo a ocorrer em dezembro de 1981, conforme deliberação tomada pelo governador  José Lindoso.


Está foto dedico ao meu chefe Marcelo, uma parada em frente ao seu sitio para tomar uma água.
A Tarde a chuva não deu trégua.

Uma lanche Guaraná Baré com castanha de caju.

Um abraço a todos pela água e as palavras de incentivo.

Uma grande aventura de superação e força, chegada as 18:10 na rodoviária do Rio Preto, 13:50 de caminhada.
Obrigado Deus por mais esta conquista, um abraço a todos que encontrei pelo caminho, os que ofereceram água, frutas, que passaram buzinando e aqueles que acham que só louco e todos que de alguma forma contribuem com este esporte, pois treinar com uma mochila com 30 quilos de pedra faz a diferença nesta hora. Aki não tem SUPER PRODUÇÃO.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De MANAUS para MANACAPURU.

Uma longa trajetória.

ENERGÉTICO NATURAL.

"Os Passos de Anchieta" 100 quilômetros entre Anchieta e Vitória.

RECEITA DA VOVÓ, remédios caseiros.