Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Travessia Petrópolis x Teresópolis-RIO DE JANEIRO/BRASIL.

Imagem
Com aproximadamente 31 km de extensão, a Travessia Petrópolis x Teresópolis é considerada uma das mais belas caminhadas do Brasil!  A caminhada é realizada em 3 dias com dois pernoites onde ficaremos acampados no Açú e hospedados em abrigo no Sino.  A Travessia cruza o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no coração da Mata Atlântica por trilhas que passam por vales, campos, aclives e declives. Em seu percurso, pela crista da montanha, podemos observar picos e formações rochosas que vão se revelando no decorrer da caminhada, como o Castelo do Açu com 2.246 m de altitude, o Garrafão, Pico do Dedo de Deus, Escalavrado e a Pedra do Sino, ponto culminante da região com seus 2.275 m de altitude, proporcionando aos participantes paisagens belíssimas!  A vegetação que predomina no Parque é a Mata Atlântica, onde habitam espécies raras de árvores. Rios e cachoeiras são encontrados no caminho, oferecendo ótimas oportunidades para um banho refrescante e observação privilegiada da flora local. Pe

Travessia Petrópolis x Teresópolis-RIO DE JANEIRO/BRASIL.

Imagem
Com aproximadamente 31 km de extensão, a Travessia Petrópolis x Teresópolis é considerada uma das mais belas caminhadas do Brasil!  A caminhada é realizada em 3 dias com dois pernoites onde ficaremos acampados no Açú e hospedados em abrigo no Sino.  A Travessia cruza o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no coração da Mata Atlântica por trilhas que passam por vales, campos, aclives e declives. Em seu percurso, pela crista da montanha, podemos observar picos e formações rochosas que vão se revelando no decorrer da caminhada, como o Castelo do Açu com 2.246 m de altitude, o Garrafão, Pico do Dedo de Deus, Escalavrado e a Pedra do Sino, ponto culminante da região com seus 2.275 m de altitude, proporcionando aos participantes paisagens belíssimas!  A vegetação que predomina no Parque é a Mata Atlântica, onde habitam espécies raras de árvores. Rios e cachoeiras são encontrados no caminho, oferecendo ótimas oportunidades para um banho refrescante e observação privilegiada da flora local.

ESCALADA PEDRA DA GÁVEA/PASSAGEM DOS OLHOS-RIO DE JANEIRO/BRASIL.

Imagem
O começo do planejamento. A escalada da Pedra da Gávea, passagem do olhos, sabia que não ia ser fácil, até pelo fato de ter escalado em Fevereiro e está apenas praticando o Trekking, trabalhei muito o psicológico, pois está escalada é u ma via (3º IV C, 150 metros), mas que impressiona pela altura e por ser praticamente toda em horizontal. Há trechos inclusive onde é necessário desescalar, e há também uma enfiada em cabo de aço. Foram dois meses de treino intenso, não só nas trilhas como na musculação, não podia descuidar do foco do meu objetivo. Tradições indígenas. A Pedra da Gávea é conhecida pelos indígenas como Metaracanga, a cabeça enfeitada, em uma clara referência ao formato que a Pedra apresenta quando vista de frente em sua face oposta ao mar, optei por sair da mochila tradicional e adaptei o JAMANXIM  ou PANACU   uma espécie de  cesto  grande, usado geralmente para carregar nas costas objetos pesados, produtos agrícolas e raízes. Hora de seguir rumo a está aventura, estava u

ESCALADA PEDRA DA GÁVEA/PASSAGEM DOS OLHOS-RIO DE JANEIRO/BRASIL.

Imagem
O começo do planejamento. A escalada da Pedra da Gávea, passagem do olhos, sabia que não ia ser fácil, até pelo fato de ter escalado em Fevereiro e está apenas praticando o Trekking, trabalhei muito o psicológico, pois está escalada é u ma via (3º IV C, 150 metros), mas que impressiona pela altura e por ser praticamente toda em horizontal. Há trechos inclusive onde é necessário desescalar, e há também uma enfiada em cabo de aço. Foram dois meses de treino intenso, não só nas trilhas como na musculação, não podia descuidar do foco do meu objetivo. Tradições indígenas. A Pedra da Gávea é conhecida pelos indígenas como Metaracanga, a cabeça enfeitada, em uma clara referência ao formato que a Pedra apresenta quando vista de frente em sua face oposta ao mar, optei por sair da mochila tradicional e adaptei o JAMANXIM  ou PANACU   uma espécie de  cesto  grande, usado geralmente para carregar nas costas objetos pesados, produtos agrícolas e raízes. Hora de segu