Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

ENERGÉTICO NATURAL.

Imagem
-Guarana em Pó; -Miratã; -Pau do Quati: -Mel de Abelha; -Xarope de Guaraná. -Pé de Moleque (Barra de cereal). - O guaraná em pó é bastante conhecido por ser um energético natural, proporcionando mais energia e disposição. Sua propriedade estimulante se dá, pela alta concentração de cafeína, que pode ser até quatro vezes maior do que a encontrada no café. O pó de guaraná estimula a liberação de dopamina e adrenalina na corrente sanguínea, combatendo o cansaço físico e mental e, ainda tem ação rejuvenescedora, combate a obesidade e previne o câncer. Como apontam alguns estudos recentes. -O Miratã da Amazônia é o maior afrodisíaco natural. "Tem até uma lenda na região que diz que o mirantã é uma raiz tão forte que, para arrancá-la, é preciso pegar a planta despercebida. Tem que fingir que não se quer nada, que está só passando, e pegar rapidamente, de surpresa". Alegria natural O mirantã dificilmente é consumido sozinho. Ele costuma ser misturado ao guaraná, em uma combinação qu

ENERGÉTICO NATURAL.

Imagem
-Guarana em Pó; -Miratã; -Pau do Quati: -Mel de Abelha; -Xarope de Guaraná. -Pé de Moleque (Barra de cereal). - O guaraná em pó é bastante conhecido por ser um energético natural, proporcionando mais energia e disposição. Sua propriedade estimulante se dá, pela alta concentração de cafeína, que pode ser até quatro vezes maior do que a encontrada no café. O pó de guaraná estimula a liberação de dopamina e adrenalina na corrente sanguínea, combatendo o cansaço físico e mental e, ainda tem ação rejuvenescedora, combate a obesidade e previne o câncer. Como apontam alguns estudos recentes. -O Miratã da Amazônia é o maior afrodisíaco natural. "Tem até uma lenda na região que diz que o mirantã é uma raiz tão forte que, para arrancá-la, é preciso pegar a planta despercebida. Tem que fingir que não se quer nada, que está só passando, e pegar rapidamente, de surpresa". Alegria natural O mirantã dificilmente é consumido sozinho. Ele costuma ser misturado

TIRO ESPORTIVO.

Imagem
MÃOS FIRMES E o primeiro ouro no caminho do esporte olímpico brasileiro O tenente Guilherme Paraense (1884–1968) foi o primeiro atleta brasileiro a conquistar uma medalha de ouro olímpica para o país, na modalidade tiro esportivo, nos VII Jogos Olímpicos de Verão, em Antuérpia (Bélgica), em 1920. Naquele ano, o tenente, junto com outros 20 esportistas, fez parte da primeira delegação brasileira a disputar uma edição dos Jogos. Nascido em Belém do Pará, no dia 25 de junho de 1884, Paraense foi ainda menino para o Rio de Janeiro, onde, aos 5 anos, começou a frequentar a Escola Militar de Realengo. A prática do tiro era exigida no exercício de suas atividades como militar. Sua tranquilidade o fazia atirar com mão firme, invariavelmente acertando o alvo, independente do formato que tivesse. Fica o agradecimento ao Mestre TAKUIA e principalmente as instruções repassadas. A participação da Dra. Patricia e Jessica. Obs. As fotos foram tiradas em um Clube de Tiro, as instruções repassadas por

TIRO ESPORTIVO.

Imagem
MÃOS FIRMES E o primeiro ouro no caminho do esporte olímpico brasileiro O tenente Guilherme Paraense (1884–1968) foi o primeiro atleta brasileiro a conquistar uma medalha de ouro olímpica para o país, na modalidade tiro esportivo, nos VII Jogos Olímpicos de Verão, em Antuérpia (Bélgica), em 1920. Naquele ano, o tenente, junto com outros 20 esportistas, fez parte da primeira delegação brasileira a disputar uma edição dos Jogos. Nascido em Belém do Pará, no dia 25 de junho de 1884, Paraense foi ainda menino para o Rio de Janeiro, onde, aos 5 anos, começou a frequentar a Escola Militar de Realengo. A prática do tiro era exigida no exercício de suas atividades como militar. Sua tranquilidade o fazia atirar com mão firme, invariavelmente acertando o alvo, independente do formato que tivesse. Fica o agradecimento ao Mestre TAKUIA e principalmente as instruções repassadas. A participação da Dra. Patricia e Jessica. Obs. As fotos for

DRAMA VIVIDO NO PERU - 02.

DRAMA VIVIDO NO PERU - 02.

DRAMA VIVIDO NO PERU - 02.

DRAMA VIVIDO NO PERU - 02.

DRAMA VIVIDO NO PERU.

DRAMA VIVIDO NO PERU

DRAMA VIVIDO NO PERU.

DRAMA VIVIDO NO PERU